quinta-feira, 30 de julho de 2015

Acorde, Muttley!

Apesar de torcer para os mocinhos, eu não seria tão fã do Muttley se ele não fosse amigo do bom, quero dizer, mau e velho Dick Vigarista, que sempre pede que ele faça alguma coisa nos dois desenhos animados em que eles roubam a cena: Corrida Maluca e Esquadrilha Abutre (ou Máquinas Voadoras). É dentro do segundo título que, entre uma e outra tentativa de Dick e seus amigos (os outros são o medroso Zilly e o engenhoso Klunk, cujo idioma só o amigo anterior consegue entender) capturarem o pombo-correio Doodle, passava um curto desenho chamado Muttley, o Magnífico, no qual, toda vez que vê seu inseparável companheiro dormindo, o Vigarista grita: “Acorde, Muttley. Você está sonhando de novo. Você não é Robin Hood, nem Gunga Din, nem um cavaleiro corajoso, nem um rei que foi coroado. Você não passa de um Muttley que ri à toa!”. Toda vez que vejo uma pessoa pretensiosa, lembro-me desta inesquecível dupla criada pelos geniais William Hanna e Joseph Barbera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.